Search
segunda-feira 8 março 2021
  • :
  • :

4ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Primeira Leitura: 1 Reis 3,4-13

Leitura do primeiro livro dos Reis – Naqueles dias, o rei Salomão foi a Gabaon para oferecer um sacrifício, porque esse era o lugar alto mais importante. Salomão ofereceu mil holocaustos naquele altar. Em Gabaon o Senhor apareceu a Salomão, em sonho, durante a noite, e lhe disse: “Pede o que desejas e eu to darei”. Salomão respondeu: “Tu mostraste grande benevolência para com teu servo Davi, meu pai, porque ele andou na tua presença com sinceridade, justiça e retidão de coração para contigo. Tu lhe conservaste essa grande benevolência e lhe deste um filho que hoje ocupa o seu trono. Portanto, Senhor meu Deus, tu fizeste reinar o teu servo em lugar de Davi, meu pai. Mas eu não passo de um adolescente, que não sabe ainda como governar. Além disso, teu servo está no meio do teu povo eleito, povo tão numeroso, que não se pode contar ou calcular. Dá, pois, ao teu servo um coração compreensivo, capaz de governar o teu povo e de discernir entre o bem e o mal. Do contrário, quem poderá governar este teu povo tão numeroso?” Essa oração de Salomão agradou ao Senhor. E Deus disse a Salomão: “Já que pediste estes dons e não pediste para ti longos anos de vida, nem riquezas, nem a morte de teus inimigos, mas sim sabedoria para praticar a justiça, vou satisfazer o teu pedido; dou-te um coração sábio e inteligente, como nunca houve outro igual antes de ti nem haverá depois de ti. Mas dou-te também o que não pediste, tanta riqueza e tanta glória como jamais haverá entre os reis, durante toda a tua vida”. – Palavra do Senhor.

 

Salmo Responsorial: 118(119)

Ó Senhor, ensinai-me os vossos mandamentos!

1. Como um jovem poderá ter vida pura? / Observando, ó Senhor, vossa palavra. – R.
2. De todo o coração eu vos procuro, / não deixeis que eu abandone a vossa lei! – R.
3. Conservei no coração vossas palavras, / a fim de que eu não peque contra vós. – R.
4. Ó Senhor, vós sois bendito para sempre; / os vossos mandamentos ensinai-me! – R.
5. Com meus lábios, ó Senhor, eu enumero / os decretos que ditou a vossa boca. – R.
6. Seguindo vossa lei, me rejubilo / muito mais do que em todas as riquezas. – R.

Evangelho: Marcos 6,30-34

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos – Naquele tempo, os apóstolos reuniram-se com Jesus e contaram tudo o que haviam feito e ensinado. Ele lhes disse: “Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco”. Havia, de fato, tanta gente chegando e saindo, que não tinham tempo nem para comer. Então foram sozinhos, de barco, para um lugar deserto e afastado. Muitos os viram partir e reconheceram que eram eles. Saindo de todas as cidades, correram a pé e chegaram lá antes deles. Ao desembarcar, Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas. – Palavra da salvação.

 

Reflexão:

É a segunda vez, no Evangelho de Marcos, que aparece a expressão “não tinham tempo nem para comer” (cf. Mc 3,20), referindo-se a Jesus e seus discípulos envolvidos com as numerosas multidões. O que busca essa fileira de homens, mulheres e crianças? Querem, antes de tudo, recuperar a esperança e o sentido de viver. E Jesus lhes dá, em abundância, esse alimento espiritual. As pessoas anseiam por uma sociedade assentada em valores como a justiça, a boa convivência familiar e social, a prática do perdão e os atos de misericórdia. É isso que Jesus ensina. É isso que Jesus pratica. São essas as bases do Reino que ele veio anunciar, implantar e propagar. Os que acorrem a Jesus sabem que ele tem palavras de vida eterna; que ama a todos e dá preferência aos empobrecidos e marginalizados.




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *