Search
sexta-feira 26 fevereiro 2021
  • :
  • :

30ª Semana do Tempo Comum – Quarta-feira

Primeira Leitura: Efésios 2,19-22

Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – Irmãos, já não sois mais estrangeiros nem migrantes, mas concidadãos dos santos. Sois da família de Deus. Vós fostes integrados no edifício que tem como fundamento os apóstolos e os profetas e o próprio Jesus Cristo como pedra principal. É nele que toda a construção se ajusta e se eleva para formar um templo santo no Senhor. E vós também sois integrados nessa construção, para vos tornardes morada de Deus pelo Espírito. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 18(19A)

Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.

1. Os céus proclamam a glória do Senhor, / e o firmamento, a obra de suas mãos; / o dia ao dia transmite essa mensagem, / a noite à noite publica essa notícia. – R.

2. Não são discursos nem frases ou palavras, / nem são vozes que possam ser ouvidas; / seu som ressoa e se espalha em toda a terra, / chega aos confins do universo a sua voz. – R.

Evangelho: Lucas 6,12-19

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar. E passou a noite toda em oração a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de apóstolos: Simão, a quem impôs o nome de Pedro, e seu irmão André; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelota; Judas, filho de Tiago, e Judas Iscariotes, aquele que se tornou traidor. Jesus desceu da montanha com eles e parou num lugar plano. Ali estavam muitos dos seus discípulos e grande multidão de gente de toda a Judeia e de Jerusalém, do litoral de Tiro e Sidônia. Vieram para ouvir Jesus e serem curados de suas doenças. E aqueles que estavam atormentados por espíritos maus também foram curados. A multidão toda procurava tocar em Jesus, porque uma força saía dele e curava a todos. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Simão, um dos doze apóstolos, teria pertencido ao grupo dos zelotas. Estes constituíam uma seita judaica que representava o extremo fanatismo nacional. Suas táticas eram semelhantes às dos modernos terroristas políticos; muitas vezes faziam incursões e matavam, atacando estrangeiros e judeus suspeitos de colaborarem com os forasteiros. Se de fato Simão pertenceu a esse grupo considerado subversivo pelos judeus, é admirável o fato de Jesus buscar, também aí nesse meio, um seguidor e futuro missionário do evangelho. Judas Tadeu aparece no elenco dos doze apóstolos e só se conhece uma intervenção dele no evangelho (cf. Jo 14,22). É tido como o autor da Carta de Judas (apenas um capítulo com trinta e três versículos). Boa parte dos autores modernos, porém, pensa tratar-se de outra pessoa.




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *