Search
sábado 27 fevereiro 2021
  • :
  • :

27ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Primeira Leitura: Gálatas 3,22-29

Leitura da carta de São Paulo aos Gálatas – Irmãos, a Escritura pôs todos e tudo sob o jugo do pecado, a fim de que, pela fé em Jesus Cristo, se cumprisse a promessa em favor dos que creem. Antes que se inaugurasse o regime da fé, nós éramos guardados, como prisioneiros, sob o jugo da Lei. Éramos guardados para o regime da fé, que estava para ser revelado. Assim, a Lei foi como um pedagogo que nos conduziu até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Mas, uma vez inaugurado o regime da fé, já não estamos na dependência desse pedagogo. Com efeito, vós todos sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo. Vós todos que fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. O que vale não é mais ser judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos vós sois um só em Jesus Cristo. Sendo de Cristo, sois então descendência de Abraão, herdeiros segundo a promessa. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 104(105)

O Senhor se lembra sempre da Aliança!

1. Cantai, entoai salmos para ele, / publicai todas as suas maravilhas! / Gloriai-vos em seu nome, que é santo, / exulte o coração que busca a Deus! – R.

2. Procurai o Senhor Deus e seu poder, / buscai constantemente a sua face! / Lembrai as maravilhas que ele fez, / seus prodígios e as palavras de seus lábios! – R.

3. Descendentes de Abraão, seu servidor, / e filhos de Jacó, seu escolhido, / ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, / vigoram suas leis em toda a terra. – R.

Evangelho: Lucas 11,27-28

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, enquanto Jesus falava, uma mulher levantou a voz no meio da multidão e lhe disse: “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram”. Jesus respondeu: “Muito mais felizes são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Uma voz feminina, e talvez materna, se dirige a Jesus glorificando sua mãe, fazendo eco às palavras de Isabel: “Feliz aquela que acreditou…” (Lc 1,45). A mãe de Jesus é elogiada duplamente: por ser sua mãe biológica e por cumprir fielmente a Palavra do Senhor. Com sua resposta, Jesus nos mostra que, aos olhos de Deus, não importam
valores secundários por si: raça, inteligência e outros predicativos humanos. Tudo deve estar relacionado com o projeto do Reino de Deus. Ouvir a Palavra de Deus e colocá-la em prática, assumindo as consequências dessa escolha, isso é o que faz a pessoa tornar-se, de fato, a família de Jesus. Nessa bem-aventurança (“Felizes…”), Jesus
inclui todos os que, como sua mãe, sabem aceitar a Palavra de Deus e praticá-la.




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *