Search
sábado 19 outubro 2019
  • :
  • :

22ª Semana do Tempo Comum – Sexta-feira

Primeira Leitura: Colossenses 1,15-20

Leitura da carta de são Paulo aos Colossenses – Cristo Jesus é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois, por causa dele, foram criadas todas as coisas no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, tronos e dominações, soberanias e poderes. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele existe antes de todas as coisas e todas têm nele a sua consistência. Ele é a cabeça do corpo, isto é, da Igreja. Ele é o princípio, o primogênito dentre os mortos; de sorte que em tudo ele tem a primazia, porque Deus quis habitar nele com toda a sua plenitude 20e por ele reconciliar consigo todos os seres, os que estão na terra e no céu, realizando a paz pelo sangue da sua cruz. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 99(100)

Com canto apresentai-vos diante do Senhor!

  1. Aclamai o Senhor, ó terra inteira, † servi ao Senhor com alegria, / ide a ele cantando jubilosos! – R.
  2. Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, † ele mesmo nos fez, e somos seus, / nós somos seu povo e seu rebanho. – R.
  3. Entrai por suas portas dando graças † e em seus átrios com hinos de louvor; / dai-lhe graças, seu nome bendizei! – R.
  4. Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, † sua bondade perdura para sempre, / seu amor é fiel eternamente! – R.
Evangelho: Lucas 5,33-39

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, os fariseus e os mestres da lei disseram a Jesus: “Os discípulos de João, e também os discípulos dos fariseus, jejuam com frequência e fazem orações. Mas os teus discípulos comem e bebem”. Jesus, porém, lhes disse: “Os convidados de um casamento podem fazer jejum enquanto o noivo está com eles? Mas dias virão em que o noivo será tirado do meio deles. Então, naqueles dias, eles jejuarão”. Jesus contou-lhes ainda uma parábola: “Ninguém tira retalho de roupa nova para fazer remendo em roupa velha; senão vai rasgar a roupa nova, e o retalho novo não combinará com a roupa velha. Ninguém coloca vinho novo em odres velhos; porque, senão, o vinho novo arrebenta os odres velhos e se derrama, e os odres se perdem. Vinho novo deve ser colocado em odres novos. E ninguém, depois de beber vinho velho, deseja vinho novo, porque diz: o velho é melhor”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

O assunto cai sobre a prática do jejum. Há dois grupos de discípulos que o praticam, os de João e os dos fariseus; ao passo que os discípulos de Jesus, não o fazem. Doutores da Lei e fariseus querem de Jesus uma satisfação. Jesus desloca a importância do jejuar para o significado do noivo (o próprio Messias) que ora está presente no meio deles. São tempos novos; o tempo da espera já se cumpriu. Agora é alegrar-se com a presença de Jesus e da sua Boa-Nova. Ouvir-lhe o apelo e dar-lhe adesão pela fé. A comparação de Jesus acentua a necessidade de dar um salto de qualidade para superar esquemas envelhecidos (roupa velha, vinho velho) e assumir a novidade do Reino (roupa nova, vinho novo), isto é, vida abundante e liberdade para todos. Há cristãos que relutam em aceitar que a Igreja se renove!




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *