Search
quarta-feira 24 fevereiro 2021
  • :
  • :

20ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira

Primeira Leitura: Ezequiel 28,1-10
Leitura da profecia de Ezequiel – A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: “Filho do homem, dize ao príncipe da cidade de Tiro: Assim fala o Senhor Deus: Porque o teu coração se tornou orgulhoso, tu disseste: ‘Eu sou um deus e ocupo o trono divino no coração dos mares’. Tu, porém, és um homem e não um deus, mas pensaste ter a mente igual à de um deus. Sim, tu és mais sábio do que Daniel! Segredo algum te é obscuro. Com talento e habilidade, adquiriste uma fortuna, acumulaste ouro e prata em teus tesouros. Com grande tino comercial, aumentaste tua fortuna, e com ela teu coração se tornou soberbo. Por isso, assim diz o Senhor Deus: Por teres igualado tua mente à de um deus, vou trazer contra ti os povos mais violentos dos estrangeiros. Eles puxarão suas espadas contra a tua bela sabedoria e profanarão o teu esplendor. Eles te farão baixar à cova, e morrerás de morte violenta no coração dos mares. Porventura ousarás dizer: ‘Sou um deus!’ na presença de teus algozes, tu que és um homem e não deus, nas mãos dos que te apunhalam? Morrerás da morte dos incircuncisos pela mão de estrangeiros, pois fui eu que falei – oráculo do Senhor Deus”. – Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial: Dt 32

Sou eu que tiro a vida, sou eu quem faz viver!

1. Pensei: “Vou espalhá-los pela terra, / farei cessar sua memória inteiramente”. / Mas receava a reação dos inimigos, / a má interpretação dos adversários. – R.

2. Eles diriam: “Nossa mão prevaleceu, / não foi o Senhor Deus que isto fez”. / Porque meu povo é gente sem juízo, / é gente que não tem discernimento. – R.

3. Como pode um homem só perseguir mil, / como dois podem fazer fugir dez mil? / Não é porque sua rocha os vendeu, / não é porque o Senhor os entregou? – R.

4. Já vem o dia em que serão arruinados / e o seu destino se apressa em chegar. / Porque o Senhor fará justiça ao seu povo / e salvará todos aqueles que o servem. – R.

Evangelho: Mateus 19,23-30

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: “Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no Reino dos céus. E digo ainda, é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus”. Ouvindo isso, os discípulos ficaram muito espantados e perguntaram: “Então, quem pode ser salvo?” Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas para Deus tudo é possível”. Pedro tomou a palavra e disse a Jesus: “Vê! Nós deixamos tudo e te seguimos. O que haveremos de receber?” Jesus respondeu: “Em verdade vos digo, quando o mundo for renovado e o Filho do Homem se sentar no trono de sua glória, também vós, que me seguistes, havereis de sentar-vos em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos, campos, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna. Muitos que agora são os primeiros serão os últimos. E muitos que agora são os últimos serão os primeiros”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Na mentalidade da época de Jesus, pessoas ricas eram consideradas favorecidas por Deus. Ora, se é difícil para um rico entrar no Reino dos Céus, quem então “conseguirá salvar-se?”. Deus pode inspirar e mover o rico a distribuir seus recursos de modo mais igualitário, contribuindo assim para significativa transformação social. Deus torna possível a salvação para os que assumem as exigências do seu Reino, no qual os ricos não exploram os pobres. Quanto aos discípulos, que se despojaram de tudo para seguir o Mestre, o que obterão? Não falta nessa pergunta uma pitada de interesse: que vantagens esse novo modo de vida oferece? Jesus não os ilude. Não lhes faltará o suficiente nesta vida. Com um acréscimo: seus fiéis seguidores participarão, com ele, da abundância do Reino de Deus.




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *