Categorias
Evangelho do dia

Santo Irineu, Bispo e Mártir

SANTO IRINEU

BISPO E MÁRTIR

(vermelho, pref. dos mártires, – ofício da memória)

Farei surgir um sacerdote fiel, que agirá segundo o meu coração e a minha vontade, diz o Senhor (1Sm 2,35).

Irineu nasceu em Esmirna, na atual Turquia, por volta do ano 130. Educado por São Policarpo, discípulo do apóstolo São João, é considerado por isso o último “homem apostólico”. Foi ordenado presbítero e depois bispo de Lião, na França. Grande teólogo da Igreja e escritor, empenhou-se na defesa da doutrina cristã contra as heresias. Sofreu o martírio no ano 202. A exemplo desse defensor do cristianismo, aprofundemos os conhecimentos sobre Jesus Cristo para lhe dedicar amor total.

Primeira Leitura: Gênesis 18,16-33

Leitura do livro do Gênesis – De junto ao carvalho de Mambré, 16os homens levantaram-se e partiram na direção de Sodoma. Abraão acompanhava-os para encaminhá-los. 17E o Senhor disse consigo: “Acaso poderei ocultar a Abraão o que vou fazer? 18Pois Abraão virá a ser uma nação grande e forte e nele serão abençoadas todas as nações da terra. 19De fato, eu o escolhi, para que ensine seus filhos e sua família a guardarem os caminhos do Senhor, praticando a justiça e o direito, a fim de que o Senhor cumpra em favor de Abraão tudo o que lhe prometeu”. 20Então, o Senhor disse: “O clamor contra Sodoma e Gomorra cresceu, e agravou-se muito o seu pecado. 21Vou descer para verificar se as suas obras correspondem ou não ao clamor que chegou até mim”. 22Partindo dali, os homens dirigiram-se a Sodoma, enquanto Abraão ficou na presença do Senhor. 23Então, aproximando-se, disse Abraão: “Vais realmente exterminar o justo com o ímpio? 24Se houvesse cinquenta justos na cidade, acaso irias exterminá-los? Não pouparias o lugar por causa dos cinquenta justos que ali vivem? 25Longe de ti agir assim, fazendo morrer o justo com o ímpio, como se o justo fosse igual ao ímpio. Longe de ti! O juiz de toda a terra não faria justiça?” 26O Senhor respondeu: “Se eu encontrasse em Sodoma cinquenta justos, pouparia, por causa deles, a cidade inteira”. 27Abraão prosseguiu, dizendo: “Estou sendo atrevido em falar a meu Senhor, eu que sou pó e cinza. 28Se dos cinquenta justos faltassem cinco, destruirias, por causa dos cinco, a cidade inteira?” O Senhor respondeu: “Não destruiria se achasse ali quarenta e cinco justos”. 29Insistiu ainda Abraão e disse: “E se houvesse quarenta?” Ele respondeu: “Por causa dos quarenta, não o faria”. 30Abraão tornou a insistir: “Não se irrite o meu Senhor se ainda falo. E se houvesse apenas trinta justos?” Ele respondeu: “Também não o faria se encontrasse trinta”. 31Tornou Abraão a insistir: “Já que me atrevi a falar a meu Senhor, e se houver vinte justos?’ Ele respondeu: “Não a iria destruir por causa dos vinte”. 32Abraão disse: “Que o meu Senhor não se irrite se eu falar só mais uma vez: e se houvesse apenas dez?’ Ele respondeu: “Por causa dos dez, não a destruiria”. 33Tendo acabado de falar, o Senhor retirou-se, e Abraão voltou para a sua tenda. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 102(103)

O Senhor é indulgente, é favorável.

1. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, / e todo o meu ser, seu santo nome! / Bendize, ó minha alma, ao Senhor, / não te esqueças de nenhum de seus favores! – R.

2. Pois ele te perdoa toda culpa / e cura toda a tua enfermidade; / da sepultura ele salva a tua vida / e te cerca de carinho e compaixão. – R.

3. O Senhor é indulgente, é favorável, / é paciente, é bondoso e compassivo. / Não fica sempre repetindo as suas queixas / nem guarda eternamente o seu rancor. – R.

4. Não nos trata como exigem nossas faltas / nem nos pune em proporção às nossas culpas. / Quanto os céus por sobre a terra se elevam, / tanto é grande o seu amor aos que o temem. – R.

Evangelho: Mateus 8,18-22

Aleluia, aleluia, aleluia.

Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: / Não fecheis os corações como em Meriba! (Sl 94,8) – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, 18vendo uma multidão ao seu redor, Jesus mandou passar para a outra margem do lago. 19Então um mestre da Lei aproximou-se e disse: “Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás”. 20Jesus lhe respondeu: “As raposas têm suas tocas e as aves dos céus têm seus ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”. 21Um outro dos discípulos disse a Jesus: “Senhor, permite-me que primeiro eu vá sepultar meu pai”. 22Mas Jesus lhe respondeu: “Segue-me e deixa que os mortos sepultem os seus mortos”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

O anúncio do Evangelho é tarefa urgente e exigente. Jesus conhece a realidade e a revela a duas pessoas que esboçam a intenção de segui-lo. A primeira é um doutor da Lei. Jesus lhe mostra que, para segui-lo, é necessário viver despojado, sem apego a pessoas, lugares ou posses: “O Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça”. A segunda pessoa é um de seus discípulos, que, talvez num momento de euforia, parece estar disposto a seguir Jesus, porém não imediatamente, só quando seus pais falecerem. Jesus lhe responde acentuando a urgência em relação ao Reino. Trata-se de entregar-se por inteiro, e de imediato, à causa de Jesus e do Evangelho. Seguir Jesus é estar disposto a abandonar algumas atividades que, mesmo sendo boas e nobres, tornam-se obstáculos para o seguimento.

Oração
Ó Jesus, Filho do Homem, aos que mostram certo entusiasmo para te seguir revelas a necessidade de abandonar as seguranças deste mundo e viver pobremente, já que não tens “onde reclinar a cabeça”. Concede-nos, Senhor, compreender as urgências do Reino e deixar-nos conduzir pelo Espírito Santo. Amém.

(Dia a dia com o Evangelho 2021 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp e Pe. Nilo Luza, ssp)

FONTE: PAULUS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *