Search
domingo 24 setembro 2017
  • :
  • :

Papa: que Deus converta os corações dos terroristas

Após a oração do Regina Coeli, o Papa Francisco recordou o atentado perpetrado na última sexta-feira (26/05), no Egito, contra os cristãos coptas que iam de ônibus ao Mosteiro de São Samuel.

“Manifesto novamente a minha proximidade ao querido irmão, Papa Tawadros II, e a toda nação egípcia, que dois dias atrás sofreu outro ataque feroz de violência. As vítimas, dentre as quais crianças, são fiéis que iam ao santuário para rezar e foram mortas depois de se recusarem a renegar sua fé cristã. Que Deus acolha na paz estas testemunhas corajosas, esses mártires, e converta os corações dos terroristas.”

O Pontífice recordou também o atentado perpetrado na última segunda-feira em Manchester, na Inglaterra. 

“Rezamos também pelas vítimas do atentado horrível de segunda-feira passada, em Manchester, onde muitas vidas jovens foram ceifadas cruelmente. Estou próximo aos familiares e a todos aqueles que choram por causa dessas mortes.” 

O Papa lembrou também que neste domingo se celebrou o Dia Mundial das Comunicações Sociais sobre o tema “Não tenhas medo, que Eu estou contigo. Comunicar esperança e confiança no nosso tempo”.  

“Os meios de comunicação social oferecem a possibilidade de partilhar e difundir instantaneamente as notícias de forma generalizada. Estas notícias podem ser boas ou ruins, verdadeiras ou falsas. Rezemos para que a comunicação, em todas as suas formas, seja realmente construtiva, a serviço da verdade, repudiando preconceitos, e difundindo esperança e confiança em nosso tempo.”

A seguir, o Papa saudou também os grupos de folclore bávaros que vieram a Roma para a grande parada no centenário da festa da Padroeira da Baviera, e os fiéis poloneses que participaram da peregrinação ao Santuário de Piekary. 

Francisco saudou também os Missionários Combonianos que celebram 150 anos de fundação, e incentivou as associações de voluntariado que promovem a doação de órgãos, “ato nobre e digno de apreço”.  

Saudou também os trabalhadores da TV Mediaset Roma, desejando que “a sua situação de trabalho possa se resolver, tendo como finalidade o bem verdadeiro da empresa, não limitando-se somente ao lucro, mas respeitando os direitos de todas as pessoas envolvidas. Primeiro, o direito ao trabalho”.

Por fim, o Papa saudou e agradeceu aos cidadãos de Gênova por tê-lo acolhido com afeto em sua visita, no último sábado (27/05), a esta cidade. “Que o Senhor os abençoe abundantemente e que Nossa Senhora da Guarda os proteja”.

Por Rádio Vaticano




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *