Search
quinta-feira 18 abril 2019
  • :
  • :

“Os jovens devem colocar em prática a ação missionária na JMJ 2019”, diz padre José Aparecido

Assessor da Diocese de Santo André para o Setor Juventude destaca caráter peregrino do encontro e relembra as prioridades elencadas no Sínodo Diocesano como inspiração para a Jornada, que será realizada a partir do dia 22 de janeiro, na Cidade do Panamá

Está chegando a JMJ 2019 (Jornada Mundial da Juventude), que acontece entre os dias 22 e 27 de janeiro, na cidade do Panamá, capital panamenha, com a presença confirmada do Papa Francisco. A delegação do Grande ABC contará com cerca de 60 jovens no evento.

E para vivenciar o clima do encontro, o assessor diocesano do Setor Juventude, padre José Aparecido de Sousa, concedeu entrevista à reportagem da Diocese de Santo André. Neste espaço, o sacerdote comenta sobre a motivação mariana da Jornada, a atitude missionária e acolhedora, além do engajamento da região no acompanhamento das atividades pelas redes sociais. Confira:

Qual o legado da JMJ 2019 para a Diocese de Santo André?

O Setor Juventude da Diocese de Santo André coloca uma mensagem, no sentido de agradecimento, por louvar a Deus pela vida de cada um dos jovens do Grande ABC, sobretudo incentivando-os a participarem da Diocese, das suas regiões, das suas paróquias, levando sempre essa mensagem de paz, de acolhimento, e sendo esse peregrino missionário, que é o que a Igreja nos pede hoje.

E a importância da escolha do tema para a Jornada Mundial da Juventude?

A escolha do tema “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38)” foi justamente para dar essa motivação mariana, ou seja, a motivação de Maria. É aquela que está despojada, que não mede esforços, aquela que se coloca num processo de crescimento, sobretudo alicerçada na sua fé. Isso é importante. Enviamos esses jovens ao Panamá e peçamos a Deus, com a intercessão da Virgem Maria, que possa ocorrer tudo bem em mais uma jornada. Os temas das duas últimas jornadas – Rio 2013 Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações! (Mateus 28:19) e Cracóvia 2016 “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” (Mt 5,7) – caminharam nessa direção.

Para os jovens da Diocese de Santo André que estarão na JMJ 2019, qual a proposta prática da Missa de Envio?

A Diocese de Santo André realizou a Missa de Envio (realizada no dia 6 de janeiro – relembre aqui:

https://diocesesa.org.br/2019/01/08/missa-de-envio-abencoa-60-jovens-da-diocese-de-santo-andre-rumo-a-jmj-no-panama/) justamente para que esses jovens peregrinos possam ir com o coração aberto, com esse sentido de aprendizado. Ir à Jornada Mundial da Juventude é sermos peregrinos. E não pensarmos em conforto. Ir despojado para aquilo que for preparado e pedido. O peregrino quando sai de sua terra, sai em missão. É justamente o que a Jornada propõe.

Diante disso, a escolha da Igreja Matriz de São Bernardo como local da celebração tem um caráter simbólico, por ser administrada pelos padres missionários scalabrinianos e reproduzir as prioridades do Sínodo Diocesano, principalmente a acolhida e a missão.

Exatamente. É isso que agrega à Jornada Mundial da Juventude. Isso que é bonito. Porque neste momento não existe diocesanos, religiosos, congregações, mas existe a juventude, somando e buscando essa identidade em missão. E nesse momento, em nossa diocese, vivemos o pós Sínodo, que vem nos trazer no plano diocesano de pastoral, o sentido da acolhida e da missão. Então, sermos peregrinos é sermos missionários.

Para aqueles que não estarão presencialmente na JMJ 2019, a proposta é incentivar o acompanhamento do encontro nas redes sociais. Como participar?

Desde 2011, que foi em Madrid, já começamos a enveredar por esse caminho, ao criar ferramentas que seriam fundamentais no futuro. Deu certo em 2016, na Jornada ocorrida em Cracóvia, na Polônia. É a oportunidade dos jovens que não estarão lá, que possam participar virtualmente – pelo site e redes sociais da Diocese (https://diocesesa.org.br/ e https://www.facebook.com/DioceseDeSantoAndre/), do Setor Juventude (https://www.facebook.com/setorjuventudesa/) e no site da JMJ (https://panama2019.pa/pt/casa/) – se alegrando com a juventude de todo o mundo, nos momentos de oração, partilha, de catequese e vigília até o encerramento no dia 27 de janeiro.

E como será a Conexão com o Panamá, no dia 27 de janeiro, na Praça do Carmo, em Santo André?

A juventude de todas as paróquias e capelas da Diocese de Santo André está convidada a participar deste encontro que acompanhará simultaneamente o encerramento da Jornada Mundial da Juventude, no domingo, dia 27, a partir das 14h30, onde saberemos o próximo local da jornada e teremos a celebração da volta dos jovens, com a missa presidida pelo bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini, na Catedral Nossa Senhora do Carmo.

Reportagem e fotos de Fábio Sales




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *