Search
sábado 16 dezembro 2017
  • :
  • :

Igreja ajuda crianças a “reparar almas danificadas” pela guerra no Oriente Médio

A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) financia vários cursos e acampamentos de verão entre junho e setembro para ajudar espiritualmente milhares de crianças e jovens de países como Iraque e Síria, que sofrem pelos estragos da guerra.

Em informação enviada ao Grupo ACI, a ACN indicou que há vários anos promove esta iniciativa em países como Israel, Palestina e Jordânia e que, nesta ocasião, decidiram implantar nas cidades de Aleppo, na Síria, e em Alqosh, no Iraque, porque essas regiões foram libertadas do controle dos terroristas há mais de seis meses.

A fundação pontifícia indicou que além de ajudar a reconstruir os lares dos cristãos nesses locais, também é necessário restaurar “as almas e o espírito das pessoas, sobretudo das crianças e dos jovens que sofreram tanto”.

Explicaram que os acampamentos de verão no Iraque buscam fazer com que os jovens provenientes das aldeias cristãs da Planície de Nínive superem o trauma gerado pela ocupação do Estado Islâmico (ISIS) durante mais de dois anos.

Os participantes foram separados por idade e são atendidos por um “pai espiritual” que os ajudará a fortalecer sua fé e esperança, pois a comunidade cristã nesse país sofre o risco de desaparecer, porque muitos dos fiéis fugiram do país ou foram assassinados pelos terroristas.

Os jovens também recebem apoio psicológico para que saibam como enfrentar os desafios que terão no futuro, como prosseguir com normalidade sua vida após a libertação do controle do ISIS.

Enquanto isso, em Aleppo, Síria, no convento de Nossa Senhora da Assunção são realizados cursos de cura têm doze sessões e acontecem uma vez por semana.

Nesses não participam apenas crianças e jovens, mas também as famílias, pois os cristãos dessa cidade sofreram durante quatro anos pela guerra ao viver sitiados, com fome e sem água nem luz.

No total, há mais de 960 participantes provenientes de todos os ritos e igrejas cristãs de Aleppo.

Outro país no qual acontece esta iniciativa é o Egito, onde atualmente os cristãos são vítimas dos ataques dos fundamentalistas islâmicos.

A fundação ACN indicou que o patriarcado católico copto organizou cinco acampamentos para grupos de até 95 jovens, nos quais será abordado o tema “Quem é Deus para nós”.

O responsável por este projeto no Egito, Pe. Hanni Bakhoum, comentou com a ACN que esta experiência não só beneficia os jovens como também suas famílias.

No Egito, a ACN também patrocina outro acampamento no qual são atendidos espiritualmente cerca de 70 crianças de 36 paróquias de diferentes regiões.

A fundação pontifícia indicou que essas crianças precisam de cuidados especiais e que sofrem o abandono e marginalização da sociedade e até mesmo de suas famílias.

Em outros países como Cazaquistão, Ucrânia, Geórgia, Armênia, Letônia, Estônia ou Lituânia, esses acampamentos de verão e cursos de formação contribuem para que as crianças e jovens que são órfãos, pobres, vivem em povoados afastados ou em áreas onde há graves problemas sociais, tenham a oportunidade de viver uma experiência enriquecedora.

Uma religiosa das Irmãs da Imaculada Conceição na Armênia, Ir. Arousiag, disse à ACN que muitas das crianças e jovens que participam “consideram esta atividade como a melhor coisa que acontece com eles no ano todo, às vezes em toda a sua vida”.

Por outro lado, ACN assinalou que esses projetos também podem dar frutos inesperados. Contaram o caso de uma jovem originário da Etiópia que participou de um acampamento de verão no sul de seu país e que voltou para casa com uma inquietude vocacional. Atualmente, é um religioso da Comunidade de São João.

Para este ano, a fundação pontifícia destinará 180 mil euros para realizar mais de 20 cursos e acampamentos de verão entre junho e setembro em vários desses países mencionados.

Por ACI Digital




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *