Search
sábado 21 julho 2018
  • :
  • :

Estudo revela que ir à Missa traz benefícios à saúde

74832Nos últimos anos vários estudos mostraram que praticar alguma religião traz benefícios para a saúde. O mais recente, realizado pela ‘Harvard Chan School of Public’, chamado ‘Association of religious service attendance with mortality among Women’ (Associação de assistência a serviços religiosos com mortalidade de mulheres), revelou que ir à Missa traz muitos benefícios para a saúde.

De acordo com o estudo, apresentado pelo Sistema Informativo da Arquidiocese do México (SIAME), as pessoas que assistem à Missa com regularidade, ou que são religiosos praticantes, tem 33% menos risco de falecer em comparação daquelas pessoas que não acodem à Igreja.

Para obter esta porcentagem, os pesquisadores relacionaram dados sobre a assistência a serviços religiosos e mortalidade entre as mulheres. Dados que foram arrecadados com mais de 74 mil mulheres entre os anos de 1992 a 2012, tendo em conta também outras considerações como antecedentes clínicos, estilos de vida e fatores demográficos.

Segundo a pesquisa, as mulheres que vão à Missa ou acodem a orar na Igreja pelo menos uma vez por semana tem 27% menos risco de enfermidade cardiovascular, e 21% menos risco de morrer por câncer.

O estudo conclui de maneira contundente: “A religião e a espiritualidade estão sendo um recurso pouco apreciado que os médicos deveriam explorar com seus pacientes”.

“Os que vão à Missa recebem de uma forma palpável os benefícios da graça divina”

Sobre este estudo se referiu o Padre Sergio G. Román, do México, que escreveu para SIAME: “A Missa não é um seguro de vida contra a morte, mas sim é um seguro de Vida Eterna que começa já desde esta mesma vida (…) Os que vão à Missa recebem de uma forma palpável os benefícios da graça divina que se manifestam em uma vida mais sã, mais ordenada, mais integrada à comunidade e mais harmônica no familiar”.

Além disso, “pertencer à Igreja é saudável”. Algo que se vê especialmente no “testemunho constante dos distanciados que retornaram ao seio da Igreja”.

“A enfermidade volta ao homem especialmente vulnerável e necessitado da misericórdia de Deus e por isso Jesus nos deixou como mandato não somente o pregar o Evangelho, mas o visitar e ungir aos enfermos. Seria muito interessante um estudo médico sobre a efetividade do sacramento da Unção dos Enfermos em seus pacientes. A experiência sacerdotal nos ensina que este santo sacramento atua maravilhosamente nos enfermos, dando-lhes fortaleza para lutar contra sua enfermidade, serenidade, tranquilidade de alma e muitas vezes, muito frequentemente, dando-lhes a saúde do corpo”, conclui o Padre Román.

Por Gaudium Press




Comentários


5 thoughts on “Estudo revela que ir à Missa traz benefícios à saúde

  1. Alda bezerra lima

    Gostei das informações,já desconfiava desses beneficios,gosto de ir à missa e me sinto muito bem. Acredito nisso.

    responder
  2. Zilda sebastiana de Oliveira nascimento

    Fui curada de uma depressão, Porq participava sempre de missas de CURA E LIBERTAÇÃO da renovação Carismática Católica com um padre muito ungido na minha cidade de Goiânia. Me considero totalmente curada, porque depois que tive o problema consegui ser aaprovada na minha carteira de habilitação, hoje dirijo por todo lado na cidade, e de vez em quando viajo 350 klm, vou e volto sozinha, quer dizer sozinha nã, vou com Deus e Nossa Senhora, sem nenhum problema, graças a Deus, curada pra sempre. Hoje faço parte de vários ministérios na minha igreja, pra honra e de Deus!!!!

    responder
  3. Eugenio Pereira de Oliveira

    Já está provado que a frequência a qualquer templo religioso, de qualquer denominação, funciona psicologicamente como uma espécie de blindagem contra essa violência que grassa no mundo, contra o terrível mal das drogas, e contra os desmandos dos governantes e os escândalos dos políticos. Enquanto a pessoa está dentro de um templo religioso, está imune aos assaltos, roubos, agressões e assassinatos, à oferta de drogas, ao noticiário deletério sobre política, às fofocas e maledicência dos vizinhos, às injustiças, inveja e perseguições no local de trabalho, ao ‘bullying’ na escola, à inflação e às contas para pagar. Quiséramos todos nós podermos passar mais tempo dentro de um templo, do que na rua, nas conduções, nas compras, nas filas de banco, nos supermercados, no trabalho ou na escola .

    responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *