Search
quarta-feira 21 fevereiro 2018
  • :
  • :

CNBB prepara a abertura da CF 2018

Está em fase final a preparação para a Cerimônia de Lançamento da Campanha da Fraternidade (CF) 2018 a ser realizada na Quarta-Feira de Cinzas, dia 14/02, às 10h, no auditório da sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília-DF.

A edição da CF deste ano tem como tema “Fraternidade e superação da violência” e lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). A Cerimônia de Lançamento será transmitida ao vivo em todas as emissoras de inspiração católica, na Rede Católica de Rádios e também na página da entidade no Facebook (cnbbnacional).

Na solenidade, serão apresentadas histórias de pessoas que lutam para superação de violência. Como o trabalho do padre Vilson Groh apresentado no vídeo-documentário da Campanha da Fraternidade.

Também será lida a mensagem do Papa Francisco para o período da Quaresma. A presidência da CNBB vai apresentar a CF à sociedade e aos jornalistas, a serem convidados para uma coletiva de imprensa, logo após a cerimônia.

Para o padre Luís Fernando da Silva, coordenador executivo das Campanhas da Fraternidade superar a violência em vista de uma cultura da paz exige o enfrentamento da realidade de exclusão. Segundo ele, sem a justiça social não haverá superação da violência.

Representantes das pastorais, organismos e da Arquidiocese de Brasília serão convidados para a abertura.

Por CNBB




Comentários


One thought on “CNBB prepara a abertura da CF 2018

  1. Elda Rijo

    Não concordo com o discurso: “sem a justiça social não haverá superação da violência.” Acho que a superação da violência está mais para que existam leis punitivas, que agraciar os “violentos” com desculpas como essa. No Brasil hoje se vive um guerra, intencionalmente plantada pelos governantes que a 30 anos escravizam TODO o povo com altos impostos , e muita corrupção. A violência está nas mãos de quem decidiu por conduta de vida, romper com vida em sociedade em busca de ganho fácil, pois ainda que preso seu salário será maior que de um trabalhador.

    responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *